Nossa Radio AO VIVO

sábado, 1 de agosto de 2015

DUPLA PRESA.


Uma operação organizada pelo 5º Regimento de Polícia Montada de Santiago, com participação de policiais do Setor de Inteligência e do Pelotão de Operações Especiais (POE), com apoio de policiais do Setor de Inteligência da Brigada Militar de Santa Maria e de policiais militares de Cacequi, São Vicente do Sul e Mata, evitou o furto abigeato de 33 bois de três anos, prontos para o abate. Os animais eram de Dilmar Friggi  localidade de São Rafael. Toda a ação policial durou quase 24 horas.
 Após denúncia anônima de que uma carreta boiadeira estaria em São Vicente do Sul na noite de quinta-feira, 30, para carregar gado furtado, os policiais de Santiago organizaram a operação e pegaram a estrada. A ação iniciou as 18 horas de quinta e prosseguiu até às 15 horas desta sexta-feira, 31, finalizando com a autuação em flagrante de Antônio Pedro Vessozi Filho, de São Francisco de Assis, eAlfredo Fraga dos Santos, natural de Ivoti mas morador de Sapiranga. De acordo com a Brigada Militar, Antônio Pedro Vessozi Filho era o vendedor dos bois. Alfredo Fraga dos Santos era o comprador. Santos já havia depositado para Vessozi R$ 8.500,00, entregaria mais R$ 7.500,00 no momento da compra e também um Astra, modelo 2004. Com a ajuda de outras pessoas, que estão sendo investigadas pela Polícia Civil, os bandidos utilizaram um brete da propriedade onde os bois seriam furtados e improvisaram um corredor elevado para que os animais pudessem ser furtados. Uma carreta boiadeira de São Gabriel faria o transporte da carga, sem saber que os animais eram origem de furto.
Ainda, segundo a Brigada Militar, a nota fiscal apresentada pelo comprador era fria. Nela, constava a informação que os bois seriam encaminhados para um abatedouro na cidade de Araricá, na região metropolitana de Porto Alegre. O valor dos bois na nota totalizava R$ 36.900, porém a carga foi avaliada em aproximadamente R$ 80 mil.
 o delegado de polícia João Carlos Brum Vaz de santiago foi quem atuou na ação, o mesmo pediu a prisão preventiva dos acusados e de outras pessoas suspeitas de participarem da quadrilha que atuava na região. Os presos poderão responder por tentativa de furto qualificado, formação de quadrilha, receptação e falsidade ideológica. esteve em Mata o senhor Kavikioli, um dos donos de 52 cabeças de gado furtada em Dilermando de Aguiar, para prestar depoimento, e com informação do próprio dono, só pode ser  mesma quadrilha sempre. Após o registro da ocorrência, a dupla foi encaminhada para o Presídio Estadual de São Vicente do Sul onde ficará a disposição da Justiça.