Nossa Radio AO VIVO

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012



ARTIGO

O que aprendemos com um jornal

O Diário de Santa Maria, na edição do último final de semana, transcende, sem sombras de dúvidas, à missão jornalística de comunicar a seus leitores fatos e notícias, para trazer reflexões e ensinamentos.

Na coluna Aparte, do jornalista Marcelo Martins, aprende-se, de forma objetiva e precisa, os conceitos do direito à contestação e ao contraditório. Os acontecimentos da semana passada levaram o jornal a informar e registrar em suas páginas, tal como aconteceu, o episódio do reajuste tarifário. A postura, exageros, radicalismo e até mesmo a deselegância por parte de pouco de mais 20 alunos do Diretório Central de Estudantes (DCE) da UFSM que nada contribuíram para o processo. Ameaças, deselegância e postura equivocada não somam na solução de qualquer tipo de problema ou situação a ser resolvida.

Deni Zolin, em sua coluna A Varejo, mostra a importância que o transporte coletivo tem para a população. O governo federal não tem ou não quer ter a consciência de sua responsabilidade com o setor. É mais fácil deixar os prefeitos de todos os municípios brasileiros em situações constrangedoras do que buscar soluções que possam incentivar o uso do transporte público, tomando-se, por exemplo, medidas que diminuam o impacto dos custos nos preços tarifários.

Já Fabiana Sparrremberger nos traz reportagem, de forma emocionante, as lições do menino Joãozinho, que enfrentou uma grave doença, tirando-lhe a vida precocemente e interrompendo o convívio junto a seus familiares.

Ao ler as colunas Aparte e A Varejo e as lições do menino Joãozinho, fico-me a perguntar: que tal agirmos diferente? Os transportadores buscando de todas as formas o bom atendimento aos seus usuários e o governo federal fazendo a sua parte trazendo formas de diminuir os custos do setor de transportes?

Observação: por acaso onde está a UFSM para mudar critérios ampliando e contemplando um maior número de alunos com a bolsa transporte? Com isso, os alunos da UFSM e de qualquer outra instituição teriam a oportunidade de focar-se na sua formação, pesquisa e extensão para, então, salvarmos vidas como a do Joãozinho. Em suma, é cada um fazendo a sua parte.

*Presidente da Associação dos Transportadores Urbanos (ATU) de Santa Maria

LUIZ FERNANDO MAFFINI