Nossa Radio AO VIVO

terça-feira, 30 de outubro de 2012

INVESTIGAÇÃO.


São cinco suspeitos

Polícia Civil investiga o primeiro latrocínio do ano

Juntar as peças de um complexo quebra-cabeças. Esse tem sido o trabalho da equipe de investigação da 1ª Delegacia de Polícia de Santa Maria nos últimos dias. Os policiais tentam descobrir pistas que levem à identificação dos autores do primeiro latrocínio da cidade ocorrido no sábado, no bairro Perpétuo Socorro. Dois homens armados com revólveres mataram o dono do Supermercado Rizzo, Paulo Gilberto Heck, 60 anos, durante assalto ao estabelecimento. A Polícia Civil tem pelo menos cinco suspeitos.

Segundo o delegado Marcos Viana, responsável pelo caso, muitas ligações anônimas com informações de populares apontando suspeitos chegaram à delegacia desde sábado. A partir daí, começou um trabalho de filtragem por parte da polícia. Como alguns nomes eram de presos do regime semiaberto, uma das primeiras providências foi ir até o Presídio Regional para verificar se todos os detentos tinham retornado à casa prisional – os apenados que têm o benefício de sair da cadeia durante o dia têm de se apresentar às 17h. Conforme o delegado, nada que contribuísse com a investigação foi apurado no local.

Alguns fatores dificultam a identificação dos assaltantes. Um deles é o fato de os ladrões estarem usando capacetes durante toda a ação. Outro é a falta de imagens internas do mercado, cujo sistema de monitoramento estaria estragado. A polícia já solicitou as filmagens de câmeras de segurança de estabelecimentos das redondezas. Com base nas gravações, o delegado Marcos Viana espera conseguir refazer o trajeto da moto usada na fuga e, quem sabe, identificar os autores.

Testemunhas informaram duas rotas do veículo: em uma delas, a moto teria seguido pela Rua Sete de Setembro e dobrado na Castro Alves; na outra, teria seguido pela Sete de Setembro até a Casimiro de Abreu.

Polícia Civil espera pelo resultado da perícia

O resultado da perícia no local do crime deve ficar pronto em alguns dias, o que pode ou não acrescentar algum elemento à investigação, se os bandidos deixaram alguma digital no mercado. Quatro projéteis foram encontrados – três no corpo da vítima e um no chão do mercado. Por meio deles, foi possível verificar que a arma usada para matar o empresário foi um revólver calibre 38. Quem tiver informações que possam ajudar na investigação pode ligar para (55) 3217-1167.

LIZIE ANTONELLO|LIZIE.ANTONELLO@DIARIOSM.COM.BR